Desde 2011, os jovens talentos à frente da Furf Design Studio, Mauricio Noronha e Rodrigo Brenner, tem construído uma reputação global por seus produtos de alta qualidade e que impactam vidas ao redor do mundo. A dupla curitibana já coleciona as mais importantes premiações do design e recentemente, em janeiro de 2019, foi indicada na FORBES Under 30, a lista que reconhece profissionais de relevância e influência com menos de três décadas de idade.

Entre suas criações de destaque está uma capa adaptável para próteses de perna, chamada de “Confete TT”. A linha, lançada em 2018, é a primeira de capas adaptáveis e coloridas de prótese de perna produzidas em massa no mundo.

A criação foi projetada pensando em quem tem amputação transtibial (abaixo do joelho) e seu propósito é tanto funcional (devolver o volume da perna) quanto emocional por incentivar a reabilitação e a auto-estima do amputado, a um custo bastante acessível. Ela é fabricada em massa em poliuretano para tornar o produto o mais econômico, adaptável e durável. Sua redução de custo é de 80% em relação a outros produtos similares no mercado.

O sucesso da linha foi tamanho que atualmente é o único produto na história a vencer os três maiores prêmios de design do mundo: a Best of the Best no Red Dot Award – Product Design 2017; o IF Design Award 2018; o Leão de Bronze no Cannes Lions 2017, além do Brasil Design Award 2017.

Entre outros projetos inovadores desenvolvidos pelos curitibanos está o projeto Caravela, um conceito para purificar ecossistemas de águas urbanas que harmoniza poesia e ciência. A Caravela é uma intervenção urbana escultural que limpa lagos e rios das cidades e produz biomassa que pode servir como matéria-prima para combustíveis renováveis, fertilizantes para a agricultura orgânica e até mesmo para criar bioplásticos.

Por meio da biorremediação de algas, é possível tratar, em nível microscópico, a poluição da água em grandes cidades do mundo, utilizando um recurso natural, renovável e sem custos, com um impacto operacional mitigado. Uma Caravela (10m²) produz aproximadamente 350g de alga seca (biomassa) por dia e tem o potencial de remover 10g de fósforo dissolvido na água, fator chave na promoção da biorremediação.

O projeto foi desenvolvido juntou com M. Sc Bruno G. Libardoni, jovem cientista especializado em qualidade ambiental, e contribui com 11 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Sobre a trajetória da Furf, o curitibano Rodrigo Brenner ressalta o árduo trabalho realizado até aqui. “Para que nossos produtos inspirem, nós transpiramos muito. São muitos nãos, muita pesquisa e muito atrito, o necessário para fazer fogo”, comenta ele. “É uma grande responsabilidade, mas também uma grande oportunidade para nos juntarmos com as pessoas certas para criar uma realidade mais desejada. Gostamos de quebrar tabus e ideias pré-concebidas. Somos rebeldes com causas”. Para eles, “design não é luxo, é uma questão de sobrevivência e de dar significado à ela”.

Furf Design Studio
Rua Emiliano Perneta, 822, cj.1307 – Batel
contato@furf.com.br